sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Jana da Selva



Pode-se considerar "Jana da Selva", como um dos raros casos de injustiça dos Saturday Morning Cartoons. As melhores atrações, como os desenhos Tarzan e Flash Gordon da Filmation, assim como o desenho exibido junto com Jana, Godzilla, sem mencionar "O Elo Perdido", fizeram bonito para os telespectadores.

Jana era um desenho de aventura perfeito, apresentando uma versão feminina de Tarzan. Jana ainda podia utilizar o cólar em seu pescoço, como uma arma, lançando-a a exemplo da arma de "Xena, a Princesa Guerreira" - o nome da arma é chakram e existe de verdade. As histórias se passavam na Floresta Amazônica, o que nos levar a crer que a América do Sul fosse o continente preferido da Hanna-Barbera, já que várias estórias de Johnny Quest se passavam por lá.

Jana foi abandonada na Floresta Amazônica quando o barco de seu pai, o Amazon Queen (Rainha do Amazonas), afundou (nunca foi revelado o que aconteceu ao seu pai, ele foi dado como desaparecido e ela vivia à sua procura). Jana foi criada por Montaro, o último sobrevivente de uma antiga tribo de guerreiros indígenas. Entre seus amigos estavam Teeko, uma pequena cuíca d'água ou gambá d'água, sua onça branca, Fantasma, que ela salvou de uma armadilha de caçadores quando ainda era um filhote, e Ben Cooper, um biólogo e estudioso da vida selvagem.

Algumas estórias tinham como enredo questões ambientais e apresentavam caçadores, aventureiros em busca de novas terras ou caçadores de tesouros invadindo o Amazonas. Outros episódios mostravam civilizações perdidas, escondidas na vastidão da floresta, incluindo cidades indígenas do Ouro, uma colônia Maia perdida, uma tribo bárbara de guerreiras loiras, e uma tribo de homens-feras gigantes.

Jana foi ao ar pela primeira vez em 1978, como parte do Godzilla Power Hour. A primeira parte do programa apresentava o famoso monstro das produções cinematográficas da Toho, que  vivia salvando o mundo das mais diversas ameaças mutantes. No meio da temporada, o programa foi esticado para noventa minutos chamando-se "Godzilla Super 90", e foram acrescentados os episódios originais de Johnny Quest. Godzilla sobreviveu a mudança de temporada, e teve novos episódios produzidos, mas Jana não voltou na temporada seguinte. Mais tarde, Godzilla passou a ser exibido juntamente com Os Super Gobletrotters, e na temporada seguinte, com reprises de Hong Kong Fu e Dinamite, o Bionicão. Nenhuma dessas combinações fez tanto sucesso ao lado de Godzilla, quanto as aventuras de Jana ou a reprise de Johnny Quest.

É difícil dizer por que Jana foi cancelada. Pode ter ser sido porque os programas de aventura como este eram mais voltados para os meninos, e meninos não se identificam muito bem com uma protagonista feminina. As meninas simplesmente não estavam interessadas. Então, o programa perdia as duas audiências.


Jana da Selva [Legendado] por Ranger Sombra

Ficha

Título Original: Jana of the Jungle
Produção: 09/09/1978~09/12/1978
Episódios: 13
Produtora: Hanna-Barbera

Fonte:
Jana of the Jungle

1 comentários:

rodineisilveira disse...

Vale nos lembrar que Jana das Selvas (Hanna-Barbera, 1978) foi criada pelo mesmo criador do Jonny Quest, o saudoso Doug Wildey (que também produziu e supervisionou a série).
Estreou nos EUA pela NBC em setembro de 78 (bem depois da Copa do Mundo realizada na Argentina), dentro do bloco The Godzilla Power Hour (nas manhãs de sábado). Aqui no Brasil, esta atração estreou em março de 79 pela Globo (bem antes dos Jogos Panamericanos, realizados em San Juan [Porto Rico]), dentro da Sessão Aventura (nas tardes de segunda).

Postar um comentário

 
Copyright 2011 @ Blog do Ranger Sombra!
Design by Wordpress Manual | Bloggerized by Free Blogger Template and Blog Teacher | Powered by Blogger