terça-feira, 29 de outubro de 2013

As Aventuras de Robin Hoodnik


        "As Aventuras de Robin Hoodnik" (The Adventures of Robin Hoodnik) é uma das produções mais obscuras e desconhecidas da Hanna Barbera; o longa-metragem feito para a TV, com aproximadamente 45 minutos de duração, foi produzido pela Hanna Barbera em 1972, e exibido originalmente pela rede de TV ABC em 11 de abril desse mesmo ano, como um dos episódios da série "The Saturday Superstar Movie", que a cada semana exibia um diferente longa-metragem animado feito para a TV e produzido por um diferente estúdio, entre os quais estavam a Hanna Barbera (que produziu a maioria), a Filmation, a Rankin Bass, entre outros.


acima vemos o gorila João Pequeno, puxando a carroça com Robin Hoodnik e o restante do bando

        A maioria dos fãs dos clássicos da animação pensam que a ideia de produzir uma versão animada da história de Robin Hood tendo animais como protagonistas foi uma invenção dos estúdios de Walt Disney, por causa do longa-metragem produzido para o cinema em 1973, no qual o Robin Hood e a donzela Marian eram raposas, o João Pequeno era um urso, o Frei Tuck era um texugo, o malvado príncipe João era um leão e o Xerife de Nottingham era um lobo, mas a versão da Hanna Barbera foi produzida um ano antes, e talvez tenha até inspirado os estúdios de Walt Disney a produzir sua versão, que acabou se tornando um dos maiores clássicos do estúdio, enquanto a versão da Hanna Barbera acabou caindo na obscuridade; uma das grandes diferenças entre uma versão e outra era que, enquanto na versão dos estúdios Disney, todos os personagens eram animais antropomórficos e não havia seres humanos, em "Robin Hoodnik", apenas os "mocinhos" da estória eram animais, e os vilões eram humanos.


acima vemos a raposa Alan Airedale, Robin Hoodnik, a donzela Marian e o Frei Tuck

        O desenho foi, na verdade, uma sátira das aventuras do lendário Robin Hood, e Robin Hoodnik era um cachorro muito parecido com o Scooby Doo, só que de cor amarela e com o chapéu caído sobre os olhos (uma curiosidade foi que a voz em português do personagem foi feita pelo dublador Orlando Drummond, que também dublou o Scooby Doo em todas as versões do personagem); a donzela Marian era uma cadelinha da raça pinscher muito da faladeira, com um par de óculos "fundo de garrafa" e uma cabeleira loira e crespa idêntica à do Urso do Cabelo Duro (personagem criado pela Hanna Barbera no ano anterior); o João Pequeno aparecia na pele de um gorila grandalhão e bobo; o tocador de banjo Alan Airedale era uma raposa (o personagem não aparece na versão da Disney, mas havia o "Galo Trovador", que tinha uma grande semelhança com ele) e o Frei Tuck , chamado nessa versão de "Frei Pork", aparecia na pele de um porco (sem ofensas à Igreja Católica).


da esquerda para a direita vemos o Frei Tuck (chamado nessa versão de "Frei Pork"), Robin Hoodnik e João Pequeno

        Seguindo a tradição, Robin Hoodnik e seu "bando de homens alegres" eram adeptos da ideologia de roubar dos ricos para dar aos pobres, e para isso tinham que enfrentar as malvadezas do diabólico Lord Scurvy (personagem que substituiu o Príncipe João) e seus ajudantes, o malvado Xerife de Nottingham com seu gordo e atrapalhado assistente Oxx e o cão Scrounger, que tinha uma grande semelhança com o cachorro Fanhoso do desenho "Pepe Legal" e com o Muttley no desenho "Máquinas Voadoras", porque sempre que Scurvy lhe dava um biscoito canino, ele primeiro se contorcia de prazer e depois flutuava de felicidade (o mesmo acontecia com o Fanhoso quando o Pepe Legal lhe dava um biscoito canino e com o Muttley, quando o Dick Vigarista lhe dava uma medalha). Além de lutar contra a tirania do Lord Scurvy, Robin e seus amigos também tinham que resgatar a donzela Marian, que no meio da estória era sequestrada pelo Lord Scurvy porque este queria casar-se com ela; no final, ela e Robin acabam se casando... para o azar dele, porque ela falava pelos cotovelos e com uma vozinha pra lá de irritante.


acima vemos a donzela Marian e o malvado Lord Scurvy...


...e acima o Xerife de Nottingham (à direita) com seu ajudante Oxx


aqui vemos os vilões com seu cão Scrounger

        No Brasil, o desenho foi exibido diversas vezes pela rede Globo no decorrer da década de 70 até o começo da década de 80 (principalmente nas manhãs de domingo), e a última exibição foi pelo canal a cabo TNT em 1994, com sua dublagem original feita pelo estúdio carioca Herbert Richers.


OBS: uma curiosidade é que o filme atualmente pertence ao acervo da Disney, e não da Turner/Warner

1 comentários:

Ivan Santos disse...

Bom dia, o link do desenho tá Off, será que vc poderia reupar? Tenho procurado esse desenho faz tempo, consegui o DVD americano e gostaria de inserir o áudio em português mas não encontro em lugar nenhum. Obrigado!

Postar um comentário

 
Copyright 2011 @ Blog do Ranger Sombra!
Design by Wordpress Manual | Bloggerized by Free Blogger Template and Blog Teacher | Powered by Blogger